há dias em que estar calada, não é opção...
Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

Mesmo sem querer, mas querendo, acabei por ir lá ter!

 

A ideia, das "ideias soltas", surgiu-me assim como por acaso, mas foi uma ideia que me agradou tanto que pretendo dedicar-lhe mais atenção no futuro.

publicado por engel às 13:44
sinto-me: ideada


Quando há vontade não há espaço pra remorsos....

É verdade, e continuo a pensar assim. Mas quando é ao contrário é...

Parece-me que isto dava um bom exemplo da distinção entre o tudo e o nada.

 

publicado por engel às 11:58

Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

Afinal a conversa também pode descambar...

A melhor maneira de dizer "xau" deve ser mesmo "ainda aqui estás?".

Sim, ainda cá estou, ainda não fiz as malas mas já estou Quase a ficar com ansiedade para as fazer.

Sorry....

Acho que a moleza  me causa uma desconexão muito acima do desejável ou do aceitável!!!

Parar e reflectir parece-me um bom caminho a seguir neste momento.....e aproveito para dormir um pouco, que também me está a fazer falta!

 

 

publicado por engel às 22:03
sinto-me: cheia de sono

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2008

...nas nuvens, numa noite de estrelas cadentes em que a lua teimou mas acabou por aparecer...a sensação de flutuar era estranha e ao mesmo tempo sublime...não foi sonho, mas a sensação de leveza e o ter que "acordar", faz com que se confunda com um...e foi bom...

Quero voltar a sonhar... 

publicado por engel às 16:43
sinto-me: bem

Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

Não, cansada!

Sempre soube e sempre tive consciência que, sendo ou não igual a muitos outros, tenho os meus altos e baixos. Alturas em que nada nem ninguém me consegue afectar ou fazer descer das nuvens e alturas em que subir é uma tarefa árdua e que se processa com uma lentidão que me incomóda, muitas vezes, mais do que aquilo que me levou ao fundo. 

E o que será que nos pode levar ao fundo? Não sei. Não consigo explicar. Não se vê, mas sinto! Aquele vazio. Aquela sensação estranha no peito.

Encontrei-me assim hoje, sem saber porquê. Depois de uma boa e amena temporada, alguma coisa ficou diferente. Não sei o que pode ter sido, mas acho que fui simplesmente eu!!!

Sim, sou eu...

Parar é morrer e isso cansa muito. Tenho que ir até lá.....já que aqui a subida se avizinha difícil. 

publicado por engel às 00:57
sinto-me: cansada


mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
30
31


Últ. comentários
Continuamos todos por cá...porque há sempre algo e...
É bom ver que ainda andas por cá ;)
Brigada pelas palavras que me vai deixando ;)
A felicidade são momentos, pedaços de instantes qu...
Temos de ter sempre a esperança de que a maus dias...