há dias em que estar calada, não é opção...
Terça-feira, 12 de Maio de 2009

Porque hoje preciso do sol para me sentir viva e não gosto. Não gosto de precisar de outra coisa que não seja eu mesma... Ele tenta espreitar por entre nuvens cinzentas, um mar de nuvens. Agradeço os seus fracos raios, aceito-os como a sua melhor oferenda.

Uma borboleta que passa, um pássaro que voa, um gato que salta e eu aqui...parada!

Concluo que não preciso disto...deste blog, deste sol, desta inactividade.

Preciso de correr lá fora, bater com a cabeça, cair, aprender a levantar-me.

 

Porque passo os dias a adiar o inadiável.

E o inadiável é tudo aquilo que já devia ter sido feito e ainda não foi.

Não foi porque o medo não me larga!

Faço das palavras promessas e mentiras. Mentiras que conto a mim mesma de promessas que perco no caminho.

publicado por engel às 15:40
sinto-me: ou sento-me?!...


mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
21
22
23

25
26
27
28
29
30

31


Últ. comentários
Continuamos todos por cá...porque há sempre algo e...
É bom ver que ainda andas por cá ;)
Brigada pelas palavras que me vai deixando ;)
A felicidade são momentos, pedaços de instantes qu...
Temos de ter sempre a esperança de que a maus dias...